quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Obrigada :)

Eu tenho de agradecer muito a todas vós pelos comentários que fizeram, do fundo do coração.

Entrei em pânico porque há muito tempo que não comia tantas coisas menos saudáveis num fim-de-semana só. Fiquei com medo de voltar a comer compulsivamente como antes. Mas isso não aconteceu, eu não tenho de me martirizar por isso. Comi porque estava numa festa e a acelebrar com a minha família. Ninguém me obrigou a comer nada, eu comi porque quis. Passei a noite a ouvir elogios de todos, de como estava mais bonita, mais magra, etc, e mesmo assim o que é que eu faço? Martirizo-me porque comi massa, arroz, farinheira... e uma fatia de bolo! Eu devia era ter ficado orgulhosa por me ter conseguido controlar. Se me apeteceu por momentos comer mais bolo? Sim, apeteceu, mas eu já não tinha fome e ía acabar por ficar mal-disposta.

Ah, e quando eu disse que a Joana de há uns tempos atrás resolvia os problemas a comer, era no sentido de "comer as minhas emoções". Eu tinha um problema e comia compulsivamente. Depois parava, não antes sem ter chorado este mundo e o outro, e então decidia resolver o problema. Agora se me sinto mais stressada, vou correr, fazer exercício, mexer-me, nem que seja fazer uma caminhada. Fico muito mais "leve". Não que eu resolva os meus problemas assim, mas é uma ajuda. Se estou viciada em exercício físico? Um bocado, confesso, mas melhor ter este vício do que outro bem pior. Se gosto de planear o meu dia tendo em conta que tenho de ter uma horinha para me dedicar ao exercício? Sim. Isto faz parte da minha vida, eu gosto e faz-me sentir bem comigo e com os outros. Se sou um bocado exigente e impaciente? Sou. Mas sempre fui assim. Sei que tenho de melhorar um bocadinho neste aspecto, porque muitas vezes (tal como aconteceu) isto leva-me a desmotivar. Não é de um dia para o outro que fico seca que nem um carapau (estou a brincar gente, também não é preciso tanto), nem em 3 meses, nem em 6. Leve o tempo que levar, eu todos os dias aprendo coisas novas, quer em termos de exercicios, quer em termos de alimentação. Eu percebi que andava a comer poucos hidratos e que se calhar o meu corpo não perde gordura porque não tem energia suficiente e em vez de queimá-la, acaba por ficar em modo de "reserva". Não queima, não há energia suficiente para queimar.

Eu estou a portar-me muito bem desde então, acreditem. Eu mais logo já venho publicar aqui as fotos das minhas últimas refeições e actualizar os treinos. Até senti que ontem o meu treino de musculação correu muito melhor, puxei muuuito mais.

Não vou deitar a toalha ao chão, era só o que mais faltava. Não sou assim, não desisto de nada se sei que vale a pena. E enquanto tiver este blog e vos tiver a vocês para me dar na cabeça sempre que eu resolva ter o chelique, acho que estou no bom caminho. Mais uma vez obrigada, meninas.

Ah, já me esquecia, perdi o medo da balança e lá me meti em cima do bicho. 58 kg. Eu não sei o que isto pode significar porque não fiz uma avaliação física, nem sei quanto ganhei de massa muscular. Para a próxima semana vou marcar uma avaliação física, para saber tudinho e depois comparar daqui a uns meses.

5 comentários:

  1. Olá Joana :)

    Não precisas de agradecer, nós não estamos aqui só para te dar palmadinhas nas costas ;)

    A verdade é que o que te aconteceu foi absolutamente normal: comeste mais durante uns dias, e depois voltaste à tua alimentação normal :) Acredita que isso é normal, e mais do que isso, é saudável para o corpo e para a mente ;) Seres demasiado exigente contigo própria só te fará ter constantemente a impressão de que estás a falhar e não estás a corresponder às tuas expectativas. E tu tens mais do que motivos para te sentires orgulhosa de ti própria e do que já atingiste :D

    Beijinhos e tem um bom feriado :D

    Se não nos falarmos entretanto, bom resto de mês :D

    ResponderEliminar
  2. Joaninha qual foi o gelado? :D:D:D:D YEHHH

    Acho que estás a reagir super bem a isto tudo, a sério! Tens que estar orgulhosa por ti, eu estou do teu lado a 100% :)

    beijinhos

    ResponderEliminar
  3. foi só um dia 'mau', todos temos momentos assim. simplesmente, às vezes tem de ser, por muito que depois venha o peso na consciência, se pensarmos racionalmente sabemos que foi só uma escapada à rotina, pior seria se a nossa rotina fosse feita de bolos e farinheiras ;p beijinho, gosto de ver as tuas fotos das refeições, algumas são super parecidas com as minhas ***

    ResponderEliminar
  4. Li o teu post anterior. Eu já tinha dito que achava que comias pouco e te privavas demais. Quando faço isso acaba sempre em compulsão. >Por isso como de tudo um pouco mas com muito cuidado. Quando me apetece, me programo e como porque sei que se me privar acaba em compulsão. Claro que me apetece muitas vezes e não como sempre nem tudo o que me apetece de uma só vez, analiso prioridades e tiro 1 refeição por semana para comer essas coisas.

    O facto de se treinar bem não deve permitir comer mais e porcarias mas não podes comer tão pouco.

    Acho que com este post mostra que analisaste e encaraste melhor os factos. Analisa bem o teu cardápio e permita-te a um "mimo" de vez em quando.


    Se precisares estou por aqui. Bjo

    ResponderEliminar
  5. Eu acho que não precisas mesmo de martirizar!:)
    A tua alimentação tem sido super clean, não é um dia assim que te vai deitar a baixo!
    Toca a praticar exercício e voltar à boa comidinha, um dia mau serve para podermos ter força para os dias de controlo :)

    Força ta?
    O verdadeiro problema é quando a compulsão dura mais de um dia ( como foi o meu caso ) mas nem isso é um bixo de sete cabeças! É voltar ao nosso rumo e pronto :)
    E além disso, quando eu ultrapassar a barreira dos 60 kg faço uma festa! :D

    Beijinhoos amiga

    ResponderEliminar